Edifício de Belo Horizonte foi certificado pelo Green Building LEED Gold e usa isolante térmico.

A sustentabilidade na construção civil é um grande desafio para as construtoras e para todo o setor. A quantidade de resíduos e o impacto urbano e ambiental da construção de um prédio são visíveis. Isso por que não são todos que utilizam de produtos ou de técnicas construtivas que beneficiam o consumidor final da construção.

Felizmente, esse cenário está mudando com a Engenharia Ambiental canalizando o tratamento de resíduos e com produtos e métodos construtivos cada vez mais eficientes.

Como o Isolante Térmico criou o primeiro prédio sustentável do estado de Minas Gerais

Esse é o caso do prédio Fundação Forluminas de Seguridade Social (Forluz), o primeiro Green Building LEED Gold em Minas Gerais. De acordo com o site da Fundação Dom Cabral, em texto escrito por Brener Fidélis de Seixas, o prédio é assinado pelos arquitetos Alexandre Bragança e Gustavo Penna, com 58 mil metros quadrados, 30 andares e capacidade para abrigar 2.850 pessoas, e iniciaram-se em janeiro de 2010 com a previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2014.

O prédio adotou técnicas e produtos que reduzem em 19% o consumo de energia e em 40% o volume de água potável utilizado. Além disso, o edifício será gerido por um sistema de automação que controlará desde o tráfego de elevadores até os sistemas de irrigação.

Segundo o Green Building Council Brasil, o custo total do ciclo de vida do empreendimento é menor, já que há uma redução das despesas de operação e manutenção durante o período de uso e ocupação do empreendimento entre 6,4% e 8%.

Vantagens da certificação Green Building Council

O Green Building Council é o responsável pelo gerenciamento de um sistema de certificação e orientação ambiental de edificações e, apesar de não ter sido utilizado neste projeto, a tecnologia 3TC — e seu isolante térmico — é a melhor para promover eficiência energética reduzindo o consumo de energia elétrica da utilização de sistemas de ar condicionado.

Ao fazer um envelopamento completo de estruturas construtivas com o 3TC, ele controla as três formas de transferência de calor. Ou seja, é um produto completo que deixa a temperatura interna de um ambiente sempre próxima do ideal. Com isso, menos energia é utilizada em sistemas de controle de temperatura.

As auditorias conduzidas pelo Green Building Council para a certificação de um prédio levam em consideração:

  • O uso racional de água.
  • A eficiência energética.
  • A redução, reutilização e reciclagem de materiais e recursos.
  • A qualidade dos ambientes internos da edificação.
  • Inovação e tecnologia.
  • O atendimento a necessidades locais.

Segundo o Green Building Council, as vantagens para o empreendedor que opta pela certificação da instituição são:

  • a valorização do imóvel para revenda ou arrendamento;
  • o aumento na velocidade de ocupação e retenção;
  • a modernização e menor obsolescência do prédio;
  • diminuição dos custos operacionais e dos riscos regulatórios.

Além disso, edifícios certificados apresentam melhora na segurança e no bem-estar dos trabalhadores e ocupantes, podendo aumentar significativamente a produtividade dos funcionários.

As vantagens ambientais, por sua vez, estão no uso racional e redução de consumo dos recursos naturais, uso de materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental, além da mitigação dos efeitos das mudanças climáticas.

E ai? O que achou do uso do Isolante térmico neste projeto? Deixe um comentário!