A pandemia do novo coronavírus deu um novo folego ao aluguel de motorhome.  Como você sabe, nos últimos meses as pessoas passaram a evitar aeroportos, rodoviárias, pousadas e hotéis. Afinal, a regra é evitar aglomerações, não é mesmo?

Mas claro, apesar das restrições todos continuam amando viajar, não é? O aluguel de motorhome cresceu para satisfazer a essa necessidade e, nos últimos meses de 2019, o aumento desse tipo de veículo cresceu 63% em relação ao ano anterior. Bastante significativo, certo?

Além de prático, essa opção de transporte oferece as mesmas comodidades de uma casa e liberdade para mudar o roteiro sempre que você quiser.

Mas será que vale mesmo a pena viajar de motorhome? A seguir falaremos mais sobre esse assunto. Vamos lá? Acompanhe!

3TC Isolamento - Aplicação em Veículos

Vale a pena viajar de motorhome?

O aluguel de motorhome permite viajar com bastante conforto, o que torna tudo muito prazeroso e divertido. Como você sabe, esse tipo de veículo conta com banheiro, chuveiro com água quente, pia, armários, geladeira, fogão e ar condicionado.

Além disso, as camas são muito confortáveis. Os lençóis e os travesseiros são os que você usa em casa. Alguns motorhomes contam ainda com sala de televisão com DVD, freezer e grelha para churrasco, ou seja, é como sair para viajar levando a sua casa e tudo o que você mais gosta com você.

O melhor vem agora: a bordo desse veículo você tem autonomia para rodar por várias cidades sem ter que fazer e refazer malas ou entrar e sair de hotéis. Assim, você poderá conhecer vários destinos em uma só viagem sem ter que ficar entrando em diferentes ônibus ou pagando uber e táxis para se deslocar de um lado para outro.

Quanto custa o aluguel de motorhome?

O aluguel de motorhome varia entre R$ 300 e R$ 1000 por dia, mas é possível encontrar preços mais atrativos na baixa temperada. Claro, você também conseguir promoções de fim de ano.

Pode parecer caro, mas se você colocar na ponta do lápis o valor da passagem, hospedagem e do aluguel do carro, vai ver que vale a pena.

aluguel de motorhome

Qual o melhor modelo de motorhome para viagem?

Para responder a essa pergunta é preciso considerar quantas pessoas irão viajar e o perfil no qual se enquadram. Um casal com um filho, por exemplo, pode optar por um C19 que conta com uma cama de casal e uma de solteiro.

Já a C25 abriga um grupo de pessoas maior já que tem duas camas de casal e uma de solteiro. Além disso, possui muito espaço interno, o que torna a viagem muito mais confortável.

Precisa levar muita bagagem? Nesse caso, modelos maiores devem ser os escolhidos. Esse tipo de motorhome conta ainda com reservatórios maiores de água e esgoto, o que se traduz em mais autonomia, nada melhor não é mesmo?

Falando em reservatório, sempre que for viajar verifique regularmente o nível de água, gás e esgoto do veículo para não passar a perto no meio da estrada.

Onde alugar um motorhome?

Você, com certeza, está interessado em saber onde ir para assinar um contrato de aluguel de motorhome, certo?

Infelizmente, não há muitas opções disponíveis e, como dissemos acima, o preço costuma ser bem salgado. Por quê?  TV de tela plana, micro-ondas e banheiro são itens de série nos modelos brasileiros e motorhomes mais simples, praticamente, não existem.

Além disso, empresas de aluguel de motorhome não costumam incluir o seguro obrigatório no valor do serviço, o que, é claro, implica em mais gastos já que esse valor deve ser pago “por fora”.

Vale lembrar que para escolher um modelo é importante levar em conta a sua habilitação, ou seja, categoria B, C, D ou E. No entanto, a maioria dos modelos exige habilitação categoria B.

As empresas mais conhecidas de aluguel de motorhome são as seguintes:

Quantas milhas comprar?

Saber quantas milhas comprar é uma dúvida comum entre quem quer experimentar o aluguel de motorhome.

As empresas oferecem blocos de milha, que devem ser comprados antes da viagem. Se você exceder o limite, deverá pagar um valor adicional.

Antes de colocar o pé na estrada, portanto, trace o roteiro da viagem utilizando o Google Maps ou um aplicativo de rotas turísticas para saber quantos quilômetros serão percorridos. O ideal é incluir quilometragem extra, caso seja preciso fazer um desvio ou mudar o roteiro de uma hora para outra.

Essa estimativa também serve para saber o que é melhor: comprar blocos de milhas ou milhagem ilimitada. Só para você ter uma ideia: o pacote de 500 milhas custa em torno de R$ 900,00.

Já o pacote de milhas ilimitadas custa cerca de R$ 5 000,00. Esse pacote, no entanto, é mais econômico para quem vai fazer viagens mais longas ou não quer se preocupar caso a viagem acabe se estendendo mais do que o planejado.

Claro, esses valores variam de empresa para empresa. Além disso, durante a baixa temporada os preços tendem a ser mais atrativos.

Qual a importância do isolamento térmico no motorhome?

Claro, você quer ter uma boa noite de sono e viajar com conforto durante o dia, certo? Para garantir o conforto térmico é importante que o veículo tenha isolamento, o que evitará que fique quente demais.

Em geral, o ar-condicionado e o micro-ondas só funcionam quando o veículo está conectado a rede elétrica de campings. Alguns modelos, no entanto, têm grupo gerador instalado.

O isolamento térmico garantirá ainda que os viajantes não sofram com o frio já que algumas cidades podem atingir temperaturas abaixo de zero. Sem isolamento térmico adequado, a solução é ligar o aquecedor o que implica em alto consumo de gás propano e em mais gastos.

Agora que você já sabe tido sobre aluguel de motorhome que tal descobrir como utilizar resíduos industriais para cimento e argila na construção civil?

A climatização de containers tem se tornado uma tarefa complexa para engenheiros e arquitetos. Cada vez mais, projetos de casas, shoppings e ambientes como lojas, tem sido projetados pensando nisso. Neste artigo, mostraremos que quando estamos climatizando containers, é essencial levar em consideração alguns tópicos muito importantes. Veja quais.

A importância quando estamos climatizando containers

Os impactos ambientais, sociais e econômicos, continuam sendo alarmantes. Basicamente, o clima no Brasil tende a ficar ainda mais quente com aumento gradativo e variável da temperatura média em todas as regiões. Além disso, estima-se que pode chegar em até 5 graus de aumento até 2100.

Por isso, um dos pontos mais importantes para pensar na projeção quando estamos climatizando containers, é garantir que o isolamento seja feito da maneira certa. Secundarizar esta importância, causará uma série de problemas, como umidade, ferrugem, condensação e temperaturas internas altamente flutuantes.

Igualmente, importante para isolar seu container doméstico é ventilá-lo adequadamente. Sem fornecer ventilação efetiva, quando se está climatizando containers, problemas sérios podem ocorrer com o seu projeto recém-construído. Além disso, a ventilação é ainda mais importante quando consideramos pequenos containers, porque qualquer problema de ventilação é se torna maior devido ao espaço reduzido.

Da mesma forma como os containers para casas, aqueles de transporte são projetados para serem hermeticamente fechados. Isso se deve ao fato de eles serem usados ​​para transportar mercadorias em todos os tipos de clima, por exemplo.

Problemas causados ​​por falta de ventilação

A ventilação deficiente pode ser descrita de duas maneiras. Você pode ter um espaço que não tem ventilação e não permite que o movimento do ar externo entre no seu container. Ou, você pode ter um espaço que forneça tanta ventilação que seja impossível ou muito caro manter uma temperatura consistente dentro do container. E agora?

As estruturas metálicas dos containers absorvem a energia proveniente da radiação solar, e transmitem esta energia pela forma de condução e radiação para o ambiente interno. O ganho e perda de calor das estruturas metálicas fazem com que os containers sofram bruscas variações térmicas ao longo do dia.

Além disso, sua forma retangular tradicional faz com que a convecção também afete, e muito, o conforto térmico: a circulação de ar é um grande problema, tornando a utilização de ar condicionado praticamente obrigatório para que se obtenha conforto.

Para que um isolamento térmico seja capaz de proporcionar conforto térmico, é preciso que este aborde com as três formas de transferência de calor: a radiação, convecção e radiação.

A ventilação insuficiente dentro do container pode causar danos ao patrimônio e às pessoas que estão ali presentes. Um dos maiores problemas causados ​​pela má ventilação é o mofo.

Mofo

O mofo é um fungo que, quando não tratado, pode ser muito caro para remover e quando sua fumaça é inalada por um ser humano pode causar danos.

Doenças

A ventilação insuficiente tem sido associada a várias doenças humanas, como pneumonia, secura ocular e náusea. Além disso, tem sido associada a doenças respiratórias, a mais comum das quais é a asma.

Ferrugem

A ventilação insuficiente também pode levar ao acúmulo de condensação, que pode enferrujar os recipientes de aço. Essa ferrugem também pode afetar qualquer tubulação de metal, como o encanamento.

Odores desagradáveis

A ventilação insuficiente pode causar umidade que cria odores de mofo. Como o ar não tem para onde ir, qualquer odor vai durar e causar um acúmulo, geralmente indesejados.

Portanto, temos:

O inimigo número 1: condensação

A falta de ventilação pode causar uma série de problemas, mas um dos maiores problemas que pode contribuir é a condensação. É o vapor de água que se condensou ou se transformou em gotículas visíveis em uma superfície.

E como sabemos, onde houver água, logo depois haverá mofo.

Ventilação passiva e mecânica

Portanto, agora que sabemos o que pode acontecer se não estamos climatizando containers e não tiverem ventilação suficiente.

Suas dúvidas permanecem: como faço para continuar climatizando containers? Como faço para manter o meu container de transporte em temperatura ideal? Existem algumas metodologias quando se trata de ventilação. O primeiro método é a ventilação passiva e o segundo método a ventilação mecânica.

climatizando containers

Ventilação Passiva: a ventilação passiva oferece a capacidade de ventilar sem ter que gastar muito dinheiro. No entanto, a ventilação passiva utiliza os elementos naturais da terra para ventilar.

Assim, a maneira mais barata e comum de fornecer ventilação passiva aos seus containers é instalar aberturas. Colocar aberturas permite que o ar entre e saia, apenas pela ação do vento.

Ventilação mecânica: em certos climas, como locais muito úmidos como o Norte ou Sul do Brasil, a ventilação passiva é insuficiente e a ventilação mecânica é necessária. Geralmente, se conectam um exaustor – que é um tipo de ventilação mecânica – para atender a esse regulamento de construção. O ventilador permite que a umidade seja extraída antes que se estabeleça em uma superfície e se transforme em umidade.

Fornecendo apenas ventilação e climatizando containers

É aqui que, em vez do ventilador empurrar o ar viciado para fora, ele suga o ar fresco para dentro. A ventilação por fornecimento somente é muito útil quando seu container possui sistemas de ventilação passiva e você só precisa aumentar essa ventilação em dias quentes.

Ventilação balanceada

Outra opção, porém mais cara, é usar um sistema de ventilação balanceado. Isso envolve ventiladores para empurrar o ar viciado para fora e aspirar, ao mesmo tempo, o ar fresco. Na verdade, em áreas propensas à umidade, o ar pode ser extraído e o ar fresco também é soprado para outras áreas.

Na verdade, usar um sistema de ventilação balanceado permite que você gerencie facilmente os níveis de umidade em seu espaço.

Desumidificador

Embora não seja um dispositivo de ventilação mecânica, um desumidificador pode ajudar a interromper muitos dos problemas causados ​​pela ventilação inadequada. Um desumidificador reduz o nível de umidade do ar e, portanto, pode reduzir o conteúdo de água e impedir que a condensação corroa seus recipientes!

Deixar de ventilar seu container pode trazer de volta aquela temida condensação, que pode causar alguns problemas sérios, como mofo e deterioração. Além disso, se o piso do container (de transporte, por exemplo) não tiver sido isolado, você poderá enfrentar ainda mais problemas, como a umidade subindo de baixo.

Outra dica é que espaços de rastreamento ventilados funcionam bem em climas mais amenos. Em climas úmidos, usar um espaço de rastreamento ventilado pode realmente causar mais danos do que benefícios, porque o ar externo é mais úmido do que o ar que já está no espaço de rastreamento.

Em climas úmidos, seria melhor isolar completamente o fluxo de ar para o seu espaço e usar um desumidificador.

Containers de armazenamento de ar condicionado

Você provavelmente já viu unidades de ar condicionado de terminal. Essas unidades de tamanho razoável são ideais para containers individuais modificados em armazenamento, em escritórios e espaços residenciais.

Por um lado, eles têm a quantidade perfeita de potência de resfriamento, que mantém o fluxo de trabalho ​em um escritório para um dia de verão. Assim, instalar um sistema como esse, climatizando containers, significa cortar e enquadrar uma abertura de tamanho equivalente nas paredes de aço.

Então, se você precisar manter o seu container residencial em uma temperatura definida, considere adicionar um sistema de ar condicionado. Selecione entre vários tipos de unidades A/C, incluindo uma unidade PTAC, uma unidade montada na parede ou uma unidade de janela. Com um aparelho de ar condicionado, você pode ter certeza de que não importa como o clima mude, seu espaço de armazenamento permanecerá na temperatura ideal.

Adicionar isolamento

Se você deseja manter os itens armazenados em uma temperatura mais moderada, considere adicionar isolamento ao seu container. O isolamento protegerá o imóvel contra mudanças de temperatura tanto quentes quanto frias, mantendo o interior a uma temperatura mais moderada.

As opções de isolamento que funcionam bem para armazenamento incluem isopor ou espuma em spray, nenhuma das quais requer moldura.

A utilização de produtos de isolamento térmico tradicionais como a manta de lã de vidro, lã de rocha, placas de poliestireno expandido/extrudado, isopainéis de poliuretano/poliestireno expandido em estruturas de containers, se mostram ineficazes em tratar todo o problema, pois lidam apenas com a condução.

Além disso, são muito suscetíveis aos impactos da umidade, o que reduz significativamente seu desempenho. Uma alternativa são as tintas refletivas que, apesar de não serem uma solução definitiva, conseguem lidar muito bem com a radiação.

Contudo, em períodos mais frios, a necessidade é de isolar o container da baixa temperatura externa. E para isso, as tintas não são eficientes. Portanto, um isolamento térmico ideal para estruturas em containers deve aliar o melhor dos isolamentos que trabalham com a condução e o melhor dos isolamentos que trabalham com a radiação.

A solução quando se está climatizando containers está na utilização de um sistema de isolamento térmico eficiente, que se adapte as peculiaridades da estrutura metálica com um bom custo benefício. Além disso, que seja aliado às vantagens de lidar bem com a radiação e condução, com o frio e o calor, tal como uma garrafa térmica.

Isolamento térmico da 3TC: solução eficiente e versátil ao estar climatizando containers

As tecnologias mais eficientes em isolamento térmico utilizadas pela 3TC, são até utilizadas em trajes de astronautas da NASA, em um sistema a base de películas refletivas que intercalam camadas de vácuo. Elas obtém a climatização adequada em temperaturas extremas.

Este mesmo conceito é utilizado de forma simples pela 3TC. Um objeto muito comum já mencionado em outros artigos é a garrafa térmica, que consegue manter o café quente e a água gelada dentro de seu recipiente isolando a parte interna das condições climáticas.

Isto se deve pelo fato da garrafa térmica conter uma câmara de ar estruturada dentro de duas películas metálicas refletivas na face interna e externa. Este sistema permite que a garrafa controle a transferência de calor via radiação devido ao espaço de ar entre as películas refletivas.

Assim, climatizando containers, utilizando-se do mesmo conceito de camadas de ar em estruturas “sanduíches” de películas altamente refletivas, o isolante térmico 3TC também proporciona o controle das três formas de transferência de calor.

Assim, a tecnologia funciona a partir da junção de duas películas refletivas laminadas em um núcleo de poliestireno expandido – que contém 98% de ar em seu interior. De forma simples, a utilização do sistema de isolamento 3TC climatizando containers, proporciona à estrutura o mesmo resultado de uma garrafa térmica, ou seja, climatiza o ambiente interno sem sofrer influências do ambiente interno, seja este frio ou calor.

Se você deseja proteger melhor o armazenamento, provavelmente precisará modificar o método, climatizando containers, para atender melhor às suas necessidades.

Assim, a sua escolha pelo isolamento térmico 3TC, é a melhor, pois garante eficiência energética, além do ar condicionado ou sistemas de aquecimento. O sistema de isolamento 3TC se mostra como a alternativa mais eficiente e viável.

Gostou deste tema de estar “Climatizando Containers”? Conheça a 3TC e continue se informando sobre nossos produtos!