Evitar pontes térmicas

Na hora de projetar um prédio, galpão ou uma casa, muitos fatores devem ser levados em consideração. Sabe-se que em zonas climáticas como a do Brasil a preocupação com o calor é cada vez maior. Isso por conta de normas técnicas como a ABNT 15575 e também do desconforto térmico de um país cada vez mais quente. Uma das questões sobre isso, que até parece detalhe, mas tem muitos impactos na temperatura, são as pontes térmicas. Como já abordamos em outro post, os ambientes sofre com a troca de calor por 3 mecanismos, desde a fachada até a parte interma do edifício. Estes mecanismos são a convecção, condução e a radiação. Vale lembrar que o fluxo de energia vai sempre do sistema de maior temperatura para o de menor temperatura. Ou seja, o calor sempre persegue o frio.

Uma das preocupações dos arquitetos ao projetarem edifícios é como resolver os problemas térmicos da envoltória do edifício: cobertura, fachada e embasamento. Para que esse sistema seja eficiente e econômico, é preciso entender o que são pontes térmicas para conseguir evitá-las. Lembrando que existem soluções no âmbito do projeto que podem ajudar bastante a amenizar o problema. Algumas formas de amenizar este problema envolve:

  • a circulação de ar
  • o tamanho e a dimensão dos espaços
  • materiais utilizados na construção
  • Zona Bioclimática
  • Direcionamento das janelas
  • Isolamento Térmico

Apenas abordando todos esses aspectos que se pode ter uma construção 100% eficiente e sem pontes térmicas. Vamos entender por que?

O que é ponte térmica?

Pontes térmicas são lacunas ou faixas em uma edificação aonde não existe isolamento térmico, ou ele não está sendo efetivo. Esse problema ocorre justamente por conta da característica da transferência de calor ser do mais quente para o mais frio. Sempre que há alguma lacuna no isolamento térmico, as pontes térmicas servirão para atrapalhar o conforto térmico. Em zonas quentes como boa parte do Brasil, o ambiente acaba por esquentar mais do que deveria. Ao passo que em ambientes frios, o calor interno será perdido para o externo.

É importante frisar que as pontes térmicas possuem impacto não só no conforto térmico, mas também no consumo de energia elétrica.

Principais  das pontes térmicas efeitos nas construções

Um dos efeitos é o aumento do gasto de energia para controle da temperatura dos ambientes, já que as pontes térmicas são o principal fator na transferência de calor. Outro efeito é o desconforto dos usuários no contato com superfícies frias, além de serem mais propensas à formação de bolor pelo efeito da condensação de vapor de água. Por isso a necessidade de evitá-las e proporcionar conforto térmico.

Como utilizar o 3TC Isolamento para evitar esse problema

A técnica construtiva mais eficaz nesse caso é o uso do 3TC no lado de fora das paredes externas. Ele possui barreira impermeável, além de conseguir eficiência em isolamento com espessuras mais finas.

Além do cuidado com o isolamento das empenas do edifício, uma atenção especial deve ser dada ao isolamento das saliências da fachada, como no caso das sacadas e pilares. Para resolver esse problema, a melhor solução também é o 3TC, que reduz drasticamente a perda de calor pela superfície de concreto exposta, à medida que criam uma barreira térmica e de vapor.

Além das pontes térmicas, há vários fatores que propiciam a transferência do calor em uma construção. Aqui você confere os três vilões do isolamento térmico e como evitá-los.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *