Posts

Recebemos na 3TC muitas dúvidas sobre como instalar e quais as melhores opções para isolamento acústico. Fizemos esse dossiê para tentar explicar melhor e satisfazer todas suas dúvidas antes de contratar um projeto ou escolher melhor o que atenderá a sua necessidade.

Isolamento acústico ou isolamento sonoro é a capacidade de um material em bloquear o som ou ruído de um ambiente para o outro, impedindo a dissipação da energia sonora. Para que isso aconteça de maneira adequada, inclusive no investimento necessário, bem como as tecnologias a serem utilizadas, precisa-se identificar vários fatores, como por exemplo:

  • Posicionamento ou origem do som
  • Tipo de som
  • Materiais utilizados na construção do ambiente
  • Quantidade de janelas e portas do ambiente
  • Finalidade (nível de tratamento ou isolamento acústico)
  • Espaço disponível para isolamento

ABNT 15575

A norma técnica da ABNT fala de desempenho térmico e acústico em relação aos materiais e às técnicas construtivas adotadas na construção, afim de assegurar a qualidade do produto final. Ou seja, a norma vem para proteger consumidores e investidores do ramo imobiliário na hora de comprar ou alugar uma casa, apartamento, escritório, e outros tipos de edificações. Se quiser saber mais, fizemos um post bem explicativo, dedicado a essa norma, que impacta a todos os projetos aprovados depois de Julho de 2013.

QUAL O MELHOR ISOLAMENTO PARA MINHA NECESSIDADE?

Cada tipo de projeto acústico é único, pois cada construção, cada sala, cada ambiente, cada local e especificação de necessidade vai precisar de tecnologias e intervenções diferentes. O isolamento e a construção de um estúdio de gravação é bem diferente de uma parede ou sótão de uma casa, como também é diferente também para um local que quer impedir que o som saia daquele ambiente, para um local que a necessidade é não deixar o som entrar, e se está na fase de projeto ou se é uma reforma. São muitas variavés a serem consideradas na hora de especificar em projetos e intervenções. Caso queira ver isolamento acústico ao extremo, conheça o quarto mais silencioso do mundo.

PRINCIPAIS TIPOS DE MATERIAIS

Podemos classificar os materiais utilizados para o isolamento sonoro ou acústico como “materiais convencionais” e “materiais não convencionais”.

Os materiais convencionais são aqueles utilizados com bastante frequência na construção civil, como: blocos cerâmicos, madeira, bloco de concreto, concreto celular, bloco de silico calcário, etc.

Já os materiais não convencionais são aqueles que foram projetados, estudados e desenvolvidos para atuarem como isolantes acústicos em ambientes diversos. Normalmente estes materiais também atuam como isolantes térmicos. Podem ser citados como exemplos de materiais não convencionais a Lã de vidro, espumas elastoméricas, Lã de rocha, fibra de coco, 3TC e etc.

FUNÇÕES DIFERENTES DAS TECNOLOGIAS EM ISOLAMENTO ACÚSTICO

As tecnologias de isolamento acústico possuem funções diferentes, cada uma para um tipo de necessidade, dependendo sempre das condições descritas no começo desse post. São elas:

  • Isolantes

Impedem a transferência do som entre ambientes distintos. São densos e pesados, como tijolo maciços, gesso, chumbo, madeira, pedras lisas. Alguns vidros com mais de 6mm de espessura podem ser inseridos nessa categoria. Todos esses impedem a transferência da onda sonora por conta da dificuldade dela em propagar em materiais mais densos.

  • Refletores

Podem ser isolantes, mas também contribuem para combater a reverberação. São materiais com aspecto liso, como pisos de cerâmica, massa corrida, algumas madeiras. A reflexão pode causar eco dentro de um ambiente,

  • Difusores

Estes materiais servem para difundir e espalhar as ondas sonoras, e são utilizados com angulações específicas para garantir que não haja reverberação ou eco. Alguns emplos são lambris, pedras, forros com poros, e o 3TC.

  • Absorventes

Os materiais absorventes funcionam por desgastar a onda sonora, retirando parte de sua energia de propagação e transformando-a em calor, ou seja, absorve o som. Normalmente, constituem de materiais fibrosos (como por exemplo a Lã de Rocha, de PET ou a lã de vidro) o poliuretano e também tecidos ou carpetes espessos que podem ajudar a absorver o som. Por isso que normalmente se coloca um carpete bem espesso abaixo de baterias de bandas.

O QUE É INSONORIZAÇÃO?

Algumas pessoas também chamam o isolamento acústico de insonorizarão, ou seja, são a mesma coisa. O isolamento ou insonorizarão ideal vai sempre unir diferentes tipos de tecnologias construtivas e também de isolamento: cada um vai desempenhar um papel diferente no processo da atenuação acústica ou isolamento acústico. O ideal é sempre criar uma sequência de obstáculos para o som ter mais dificuldade de se propagar. Pelo modo que o som se propaga, é necessário que o espaço fique confinado, ou seja, sem deixar frestas entre os fechamentos, pois isso pode prejudicar todo o isolamento/tratamento acústico.

CONCLUSÃO

O uso de paredes duplas, janelas com vidros duplos ou a combinação de materiais de diferentes densidades são muito importantes para se ter um bom isolamento acústico. Um detalhe MUITO importante é que os componentes da parede, teto ou chão não se tocarem diretamente, usando sempre isolamentos como o 3TC, ou espumas, borrachas e outros materiais que possuem como objetivo principal criar este espaço e impedir a reverberação.

Esperamos que esse conteúdo tenha tirado muitas das dúvidas comuns a respeito de isolamento acústico, e como cada tecnologia funciona. Se você precisa de um projeto, tem alguma dúvida em relação à isolamento, ou de uma consultoria técnica mais específica sobre o assunto, ou até mesmo um orçamento, entra em contato conosco no 0313568-0513 ou envie um e-mail para contato@3tc.com.br que termos o maior prazer em lhe atender.

Construções em containers podem ser ótimas se utilizado o isolamento térmico correto.

Mudanças climáticas é um tópico bastante discutido e estudado por especialistas devido aos seus impactos ambientais, sociais e econômicos. De acordo com os dados obtidos pelo relatório do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), da UFRJ, o clima no Brasil ficará ainda mais quente com aumento gradativo e variável da temperatura média em todas as regiões do país, podendo chegar em até e 6 graus de aumento até 2100. Estes dados são alarmantes, e mostram que as mudanças no clima trarão uma série de impactos cruciais na gestão de recursos hídricos, bem como na geração e distribuição de energia no país.

Para minimizar estes impactos, a construção civil e suas tecnologias auxiliares devem se adaptar a esta nova realidade o mais rápido possível, minimizando, inclusive, seus impactos. A construção em containers, um mercado cada vez mais em expansão o Brasil, é um dos que mais sofrem com essa variação de temperatura. Sua composição predominantemente metálica sofre muito com a troca de calor, gerando problemas relacionados ao conforto térmico em containers habitacionais. Para solucionar este problema, vários sistemas de isolamento térmico têm sido utilizados para climatização de containers. Contudo, as estruturas de containers apresentam peculiaridades que fazem com que a maioria dos sistemas de isolamento térmico tradicionais não consigam obter resultados satisfatórios em conforto térmico de acordo com a norma NBR 15220 e 15575 (leia mais sobre conforto térmico).

Transferência de Calor em Containers

Para explicar um pouco melhor, as estruturas metálicas dos containers absorvem a energia proveniente da radiação solar, e transmitem esta energia pela forma de condução e radiação para o ambiente interno. O ganho e perda de calor das estruturas metálicas fazem com que os containers sofram bruscas variações térmicas ao longo do dia, sendo assim mais suscetíveis às condições externas. Além disso, sua forma retangular tradicional faz com que a convecção também afete, e muito, o conforto térmico: a circulação de ar é um grande problema, tornando a utilização de ar condicionado praticamente obrigatório para que se obtenha conforto. Para que um isolamento térmico seja capaz de proporcionar conforto térmico, é preciso que este aborde com as três formas de transferência de calor: a radiação, convecção e radiação.

A utilização de produtos de isolamento térmico tradicionais como manta de lã de vidro, lã de rocha, placas de poliestireno expandido/extrudado, isopainéis de poliuretano/poliestireno expandido em estruturas de container se mostram ineficazes em tratar todo o problema, pois lidam apenas com a condução. Além disso, são muito suscetíveis aos impactos da umidade, o que reduz significativamente seu desempenho. Uma alternativa são as tintas refletivas que, apesar de não serem uma solução definitiva (precisam de manutenção constante) conseguem lidar muito bem com a radiação. Contudo, no inverno a necessidade é isolar o container da baixa temperatura externa, e para isso, as tintas não são eficientes. Um isolamento térmico ideal para estruturas em containers deve aliar o melhor dos isolamentos que trabalham com a condução e o melhor dos isolamentos que trabalham com a radiação. A solução de climatização de containers está na utilização de um sistema de isolamento térmico eficiente, que se adapte as peculiaridades da estrutura metálica com um bom custo benefício e que alie as vantagens de lidar bem com a radiação e condução, com o frio e o calor, como uma garrafa térmica.

Solução eficiente e versátil

As tecnologias mais eficientes em isolamento térmico utilizadas são trajes de astronautas, que utilizam um sistema a base de películas refletivas intercalando camadas de vácuo para obter a climatização adequada em temperaturas extremas. Este mesmo conceito é utilizado de forma simples em um objeto muito comum já mencionado: a garrafa térmica. A garrafa térmica consegue manter o café quente e a água gelada dentro de seu recipiente isolando a parte interna das condições climáticas externas. Isto se deve pelo fato da garrafa térmica conter uma câmara de ar estruturada dentro de duas películas metálicas refletivas na face interna e externa. Este sistema permite que a garrafa térmica controle a transferência de calor via radiação devido ao espaço de ar entre as películas refletivas. Este espaço de ar minimiza os impactos da transferência de calor via condução ou convecção. Utilizando-se do mesmo conceito da utilização de camadas de ar em estruturas sanduíche de películas altamente refletivas, o isolante térmico 3TC também proporciona o controle das 3 formas de transferência de calor. A tecnologia funciona a partir da junção de duas películas refletivas laminadas em um núcleo de poliestireno expandido (que contém 98% de ar em seu interior). De forma simples, a utilização do sistema de isolamento 3TC em containers proporciona a estrutura o mesmo resultado de uma garrafa térmica, climatiza o ambiente interno sem sofrer influências do ambiente interno, seja este frio ou calor. Melhor isolamento, melhor eficiência energética na utilização de ar condicionado ou sistemas de aquecimento para regiões frias, ou seja, a utilização do sistema de isolamento 3TC se mostra como a alternativa mais eficiente e viável.

Isolamento 3TC aplicado em um container da empresa EDIFICARE.