Você sabe a importância do agronegócio e mercado exterior para o Brasil? De fato, esse setor move a economia, emprega grande parte da mão de obra ativa do país e faz com que a indústria se desenvolva cada vez mais.

Neste artigo vamos explicar a importância do agronegócio e mercado exterior e quais países são os maiores parceiros comerciais do Brasil. Vamos lá? Acompanhe!

Agronegócio e mercado exterior: qual a importância do agronegócio brasileiro para o comércio internacional?

O agronegócio brasileiro se expandiu consideravelmente nos últimos anos. Entre 1996 e 2004, o setor cresceu 8%, atingindo seu pico em 2004, quando o aumento da produção foi de 25,9%.

No mesmo período, as exportações passaram de US$ 13,9 bilhões para US$ 96,7 bilhões, um aumento de 7,7% ao ano. Outra marca do agronegócio e mercado exterior? A importação de derivados agrícolas também cresceu, atingindo US$ 16,6 bilhões em 2014.

Em 2014, a balança comercial do agronegócio e mercado exterior atingiu o astronômico valor de R$ 80 bilhões, movimentando 25% do fluxo comercial brasileiro. Nesse mesmo ano, o país exportou produtos agropecuários cerca de seis vezes mais do que importou.

Ainda entre 1996 e 2004, o Brasil foi capaz de abastecer o mercado interno e gerar excedentes exportáveis em escala suficiente para ocupar um papel de destaque no mercado internacional.

Além disso, o agronegócio e mercado exterior elevou o país a um dos principais players de diversas cadeias, fato fundamental para garantir o papel singular do setor nas contas externas brasileiras.

Qual a importância do agronegócio para a economia brasileira (equilíbrio do balanço de pagamentos)?

O agronegócio e mercado exterior têm contribuído positivamente para o crescimento da economia brasileira.

De fato, o setor é o que mais contribui para a geração de emprego e renda e para a balança comercial, fator fundamental para garantir a estabilidade macroeconômica do país por meio dos saldos positivos da balança comercial.

Vamos aos números? Entre 2000 e 2014, o volume acumulado de exportações foi de 216,45%. Já os preços externos, para o mesmo período, tiveram um aumento de 97,42%.

agronegócio e mercado exterior

Qual a importância do agronegócio para a economia brasileira (produtos agropecuários brasileiros no mercado internacional)?

O agronegócio e o mercado exterior é um assunto muito rico. Nos últimos anos, o país apostou na diversificação, tanto de produtos quanto de destinos.

De fato, em 2003, o Brasil passou a exportar para 209 países e países da Ásia, Oriente Médio, Europa Oriental e África passaram a se destacar como parceiros comerciais.

Outra mudança ocorreu no cultivo, que passou por um intenso processo de modernização. Além disso, o setor foi beneficiado por mudanças políticas que favoreceram a economia nacional como as reformas estruturais e a liberalização comercial.

Reformas estruturais incluíram a privatização de empresas estatais e o estabelecimento de uma união aduaneira, o Mercosul, com outros países da América do Sul. De fato, economia brasileira encontra-­se hoje muito mais sólida do que há dez anos, o que favorece ainda mais o agronegócio e o mercado exterior.

Qual região brasileira é altamente dependente do agronegócio?

A agricultura e a pecuária são notadamente mais desenvolvidas nas regiões sudeste, sul e centro-oeste. No entanto, todas as regiões brasileiras dependem do agronegócio e mercado exterior, em maior e em menor grau.

A produção de cana-de-açúcar, de soja e de carne para exportação são as mais relevantes impulsionadas, principalmente, pelo aumento do consumo nacional e internacional.

A região Sul do país exibe intensiva modernização agrícola. Além de soja, cultiva-se milho, cana-de-açúcar e algodão. Na pecuária, os maiores destaques são as produções de carne de porco de aves.

Na região Sudeste, assim como na região Sul, destacam-se a alta tecnologia, a alta produtividade do solo e a produção mecanizada. Nessa região, a produção visa abastecer, principalmente, a indústria.  A produção de empregos é limitada já que a região conta com grande presença de máquinas para realizar o trabalho. Os principais produtos cultivados são o café, a cana-de-açúcar e as frutas tropicais.

Já na Zona da Mata nordestina, mais úmida, há predominância da monocultura de cana-de-açúcar voltada para a produção de álcool e açúcar. Nas áreas semi-áridas, de produção mais mecanizada, destaca-se a agricultura familiar. O principal cultivo é o de frutas, como o melão, a uva, a manga e o abacaxi.

A região centro-oeste é uma área de produção mecanizada, que atualmente expande suas fronteiras em direção à Amazônia. A melhoria do solo e o aumento da tecnologia favoreceu o cultivo de soja e de milho, voltados para o mercado externo.

Por fim, a região Norte se destaca por abrigar agriculturas em expansão do Centro-Oeste e do Nordeste. As atividades praticadas nessa área têm caráter extensivo e de baixa tecnologia. O cultivo da soja também se destaca nos estados amazônicos.

Qual é a importância do agronegócio para a economia brasileira?

O agronegócio supera o setor industrial no que diz respeito a participação na economia e a capacidade média produtiva. De fato, o setor é considerado o motor da economia brasileira e emprega um elevado número de trabalhadores.

O PIB do agronegócio brasileiro registrou alta de 1,2%, acumulando alta de 2,42% nos três primeiros meses do ano. Segundo pesquisadores do Cepea, o PIB do setor tem sido impulsionado, principalmente, pelo primário (ou “na porteira”), que cresceu 3,86% no acumulado do bimestre.

Qual o país se destacou na aquisição de produtos do agronegócio brasileiro?

A China é o mercado mais importante para as commodities agrícolas. O segundo país/região mais importante é a União Europeia. Nesses mercados, os acordos bilaterais de comércio incentivam as exportações brasileiras e garantem o papel pró-ativo do país.

Nessa direção, o aumento da produtividade dos principais produtos aliado ao aumento da demanda internacional, permitiram que o setor acumulasse superávits e estimulasse setores ligados ao serviço e ao comércio. Esse ponto merece destaque já que o setor se manteve em um patamar praticamente estável desde o início do século XXI.

Gostou desse post sobre agronegócio e comércio exterior? Quer ficar bem informado sobre o assunto? Então, compartilhe esse texto nas suas redes sociais e descubra a opinião dos seus amigos sobre o assunto!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *