Logística farmacêutica: o que é, objetivos e como funciona

Logística farmacêutica: o que é, objetivos e como funciona
calendar_month28/11/2022 view_list

Existem áreas empresariais que são de grande relevância para a sociedade. Uma delas é a logística farmacêutica. Essa área é responsável pelo transporte e a distribuição de itens farmacêuticos que ajudam nos cuidados da saúde humana. Assim, é necessária a realização de um processo que começa com a fabricação do produto e termina com a entrega dele ao consumidor.

Neste artigo, explicaremos com maiores detalhes o que é a logística farmacêutica. Mostraremos também como funciona, os objetivos e fatores que não podem faltar nesse tipo de logística. Portanto, acompanhe os próximos tópicos!

O que é Logística Farmacêutica?

A logística farmacêutica engloba os processos de implementação, planejamento, controle de informação e do fluxo de distribuição, gerenciamento dos custos de itens farmacêuticos, etapas de armazenagem e transporte. Dessa forma, por meio dessas fases, o produto chega nas mãos do consumidor com segurança e integridade.

Todo esse gerenciamento logístico se deve ao fato de que os produtos farmacêuticos precisam de cuidados especiais de armazenagem e transporte. Esses cuidados são atrelados a regras e um controle rigoroso feito por órgãos públicos, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como funciona a Logística Farmacêutica?

O funcionamento da logística farmacêutica se embasa nas necessidades do setor farmacêutico brasileiro. Vale ressaltar que essa área vem crescendo nos últimos anos sendo impulsionada pela pandemia do Covid-19. 

Nesse recorte, foram necessárias várias modificações na logística farmacêutica por conta do apertamento das regras sanitárias e a necessidade de entregar medicações eficientes em um curto período.

Ao nível global, o setor deve crescer entre 3 e 6% até 2026, atingindo a marca de 1,8 trilhões de dólares – de acordo com o estudo “The Global Use of Medicines 2022”. Entre os principais desafios a serem enfrentado pela logística farmacêutica nacional, podemos apontar:

  • Demandas de mercado cada vez mais complexas;
  • Busca por operações eficientes, interligadas e otimizadas em ambientes com elevadas medidas de restrição;
  • Melhoria da visão estratégia de armazenagem e distribuição. 

Objetivos da logística farmacêutica

Na medida em que pesquisamos mais profundamente sobe a logística farmacêutica, podemos notar que é composta por alguns objetivos fundamentais. São eles:

  • Atualização e gerenciamento de estoque – uso de sistemas automatizados para conferência, distribuição, separação, recebimento e saída de mercadorias. No decorrer dessas fases, as tecnologias atualizam o inventário do centro de distribuição. Dessa forma, garante que a demanda externa por medicamentos seja atendida com qualidade e agilidade;
  • Higienização adequada nos locais de armazenamento e veículos de distribuição, respeitando às normas – controle de acesso a áreas consideradas de alto risco de contaminação dos produtos armazenados. Além disso, a elaboração de normas e fiscalização dos procedimentos de higiene. Essas práticas devem ser aplicadas também nos veículos que transportam os medicamentos. Como parâmetro, a empresa pode utilizar a Norma Regulamentadora (NR-24), publicada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que trata das condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho; 
  • Controle do padrão de qualidade – utilização de indicadores de desempenho (KPIs) ou métricas para o acompanhamento, mensuração e controle de qualidade da logística farmacêutica;
  • Checagem de licenças e certificados necessários – é importante que a empresa observe os requisitos para a obtenção de certificados e licenças dos órgãos fiscalizadores. Um deles é a Autorização de Funcionamento da Empresa (AFE) – emitido pela Anvisa.

O que não pode faltar em uma logística farmacêutica?

Para atingir os objetivos citados no tópico anterior, as empresas que lidam com a logística farmacêutica devem adotar algumas práticas essenciais. Agora, mostramos quais são elas.

Climatização para acondicionamento dos produtos

Os produtos farmacêuticos são, na sua maioria, sensíveis ao tempo. Sem a temperatura adequada, logo perdem a sua efetividade e qualidade. Além disso, pode ocorrer a alteração da fórmula, gerando riscos para a saúde dos consumidores. 

Uma das estratégias para manter os produtos acondicionados na temperatura adequada, é utilizando a cadeia fria, antecâmara climatizada, armazém e veículos com sistemas de controle de temperatura.

Para os armazéns e veículos, a empresa pode implantar também um sistema de isolamento térmico. Consiste na aplicação de uma manta com tecnologia para impedir altas ou baixas temperaturas.

Plano de gerenciamento de risco

Outro fator a ser considerado é o plano de gerenciamento de risco. Dessa forma, com a ajuda desse gerenciamento, a empresa previne:

  • Entregas fora do prazo;
  • Danos aos produtos;
  • Falta de comunicação entre fornecedores, parceiros de negócios e cliente;
  • Elevação dos custos operacionais.

Para ter sucesso com a gestão de risco, é necessário que seja composto pelas seguintes informações e fatores:

  • Reconhecimento dos principais gargalos e dificuldades operacionais;
  • Utilização de ferramentas digitais de alto desempenho;
  • Estruturação de um supply chain eficiente;
  • Capacidade operacional para entregas especiais e emergenciais;
  • Parcerias especializadas e capacitadas.

Veículos com controle e monitoramento da temperatura, e rastreamento 24 horas 

Para fins de segurança, a empresa pode utilizar veículos monitorados em tempo real. Dessa forma, é possível criar medidas protetivas e aplicá-las no momento em que acontecem incidentes, como roubos, acidentes ou desvios de rota. 

Outra vantagem do monitoramento é a coleta de dados sobre quilometragens percorridas, consumo de combustível e vias utilizadas. Assim, essas informações podem ser incluídas na gestão de frotas e rotas. O objetivo é encontrar a melhor relação custo-benefício nas entregas.

Por outro lado, a implantação de um sistema de controle e monitoramento de temperatura (além da preservação dos medicamentos) ajudará no entendimento de determinadas situações, como perda de lotes que tiveram as fórmulas modificadas ou sofreram com à proliferação de determinados tipos de bactérias.

Considere o Isolamento 3TC para a sua logística farmacêutica

No tópico anterior, falamos sobre a importância de um sistema de isolamento térmico na logística farmacêutica. Entre os sistemas encontrados no mercado, o melhor é o da 3TC. A razão está no material utilizado: o poliestireno expandido (EPS) – mundialmente conhecido pela eficiência como isolante térmico.

Por meio do Isolamento 3TC, é possível impedir a atuação de 97% dos raios infravermelhos. Além disso, o sistema lida com três tipos de transferência de calor: radiação (vinda dos raios infravermelhos), convecção (originada dos gases, infiltração de ar, vapores e fluidos) e condução (vinda de materiais e fluidos).

Na tabela comparativa abaixo, dá para notar a diferença entre a manta térmica da 3TC e os outros tipos de isolamentos térmicos encontrados no mercado.

Logística farmacêutica

Outro ponto de destaque do isolamento 3TC é a redução de custos. Sabemos que a logística farmacêutica tem um grande gasto com energia elétrica. Afinal, os produtos precisam ser climatizados no ambiente de armazenagem. 

Por meio da eficiência térmica da manta 3TC, a empresa consegue uma economia de até 35% no consumo energético. Uma vez que, não será necessário utilizar tanto os climatizadores ou aquecedores para manter os níveis ideais de temperatura.

Podemos apontar ainda outra vantagem do isolamento 3TC: impedir a perda dos produtos farmacêuticos durante o trajeto entre o centro de armazenagem e o consumidor final. Isso é possível por que a manta pode ser aplicada nos veículos e em caminhões com carroceria climatizada. 

Sem dúvidas, a logística farmacêutica pode comemorar! Como vimos neste artigo, o setor tem a sua disposição uma série de tecnologias e recursos para cumprir bem as suas responsabilidades. Assim, pode contar com os benefícios do Isolamento térmico 3TC.

Além disso, assista ao vídeo:

“Após realizarmos a instalação do 3TC isolamento no galpão da BioHosp fizemos uma entrevista com o cliente, para ele dar o relato e a visão de cliente sobre o processo, a equipe e o resultado da instalação da manta térmica no telhado metálico do 3TC. O 3TC é ideal para todos os tipos de cobertura, e o inimigo nº 1 do calor!”

Por fim, o que achou de nosso artigo? Entendeu o que é, os objetivos e como funciona a logística farmacêutica? Quer continuar bem informado e ter acesso a conteúdos relevantes? Então, confira outros artigos publicados no blog da 3TC!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *