Limpeza pós obra: confira dicas para caprichar!

You are currently viewing Limpeza pós obra: confira dicas para caprichar!

O final de um projeto traz sempre dois pensamentos ao proprietário: a ansiedade de conferir o resultado pronto e a preocupação com a sujeira que restará. Nesse cenário, surge o seguinte questionamento: afinal, como fazer uma boa limpeza pós-obra?

Nós realmente gostaríamos de começar o artigo indicando uma fórmula mágica para sumir com todo o entulho acumulado ao fim de uma construção em um estalar de dedos. No entanto, não tem para onde fugir. Infelizmente, os resíduos fazem parte do processo e você precisa lidar com eles.  

Mas não se desespere! A boa notícia é que contando com um planejamento antecipado, é totalmente possível fazer uma limpeza pós-obra otimizada e tranquila. Sendo assim, basta seguir alguns passos simples e esse problema se tornará menor. 

Nesse post, vamos te dar algumas dicas de ouro para você conseguir organizar toda essa bagunça sem estresse. 

Siga a leitura!

Como planejar uma limpeza pós-obra?

Como toda tarefa que pretende ser bem organizada, a primeira etapa é adotar um método para a limpeza. Um passo a passo que irá nortear as ações do início ao fim. Vale lembrar aqui que “organização” é a nossa palavra de ordem, certo? 

Por isso, para facilitar seu trabalho, separamos abaixo todos os passos que você precisará seguir na limpeza pós-obra

Confira!

Comece retirando os lixos e entulhos

Esse primeiro passo pode ser colocado em prática antes mesmo do fim da obra, ao decorrer do projeto. Sim, sabemos que quando o assunto é reforma, simplesmente não dá para manter o ambiente livre de entulhos durante a construção. No entanto, nada impede que você se livre do acúmulo de sujeira sempre que possível. 

Lembre-se: quanto maior a organização você conseguir manter durante a própria reforma, menos trabalho terá no pós-obra. Pensando nisso, defina um local específico para descartar os resíduos após o expediente. Essa atitude fará com que o ambiente respire mais e permaneça minimamente organizado. 

Use luvas e máscara de proteção 

Antes de qualquer coisa, é fundamental se proteger para realizar a limpeza pós-obra. Afinal, os resíduos deixados em uma construção podem possuir características cortantes e perfurantes. Dessa forma, procure manter sempre um par de luvas em suas mãos. 

Além das luvas, as máscaras de proteção também mostram-se muito úteis nesse processo. Devemos lembrar que serão utilizados produtos de limpeza com fortes cheiros durante todo o procedimento. Sendo assim, em alguns casos, certos materiais podem conter até componentes tóxicos. 

Para pessoas alérgicas ou com problemas respiratórios, essas substâncias podem trazer sérias consequências para a saúde. Logo, considerando esse contexto, podemos afirmar que o resumo da ópera é: todo o cuidado é pouco. Não dê sorte para o azar. 

Proteja as instalações, acabamentos e vidros 

Muitas pessoas ainda insistem em limpar e passar pano molhado pelo espaço durante a obra, ainda com a presença dos pedreiros no espaço. Essa atitude pode trazer o efeito contrário do esperado: ao invés de adiantar a limpeza, irá atrasar ainda mais. 

Imagina o estrago que um acabamento todo molhado em contato com gesso pode causar no seu projeto. Para evitar esse tipo de sujeira, é essencial que você proteja vidros, instalações e os já citados acabamentos com lonas e papelão. Além disso, mantenha todos esses itens bem longe de água.

É importante ressaltar que existe uma diferença muito grande entre retirar o acúmulo de resíduos e lavar o ambiente durante a obra. Portanto, não se esqueça!

Comece o último cômodo para o primeiro

Lembra quando citamos o papel da palavra “método” na limpeza pós-obra? Então, esse termo é ainda mais indispensável aqui. Se você agir por impulso e sair lavando aleatoriamente os espaços, é muito provável que fique desmotivado para fechar o serviço. 

Portanto, defina as prioridades da faxina. Normalmente, o recomendado é começar do último cômodo e terminar no primeiro. Assim, você não poderá postergar a conclusão do trabalho, afinal, espaços como sala, cozinha e banheiro devem ser limpos o quanto antes. 

Faça, primeiramente, a limpeza seca

Enfim, agora chegou a hora de efetivamente limpar a sujeira da obra. Mas e aí, qual é o melhor ponto de partida? Fácil. O mais recomendado é que você comece pela limpeza seca, retirando as camadas grossas de resíduo, como gesso, cimento, tinta e materiais de acabamento. Ao fim do processo, utilize um aspirador de pó para tirar a poeira gerada.

Assim, passando essa etapa, você pode usar água para remover os resíduos finos, lavar louças sanitárias, bancada, vidros, espelhos, etc. 

Limpe de cima para baixo 

Agora, uma dica mais técnica que pode facilitar muito o processo é começar limpando os itens mais altos do local, como teto, luminária, parede, janelas, até chegar no chão. 

Afinal, o objetivo aqui é carregar a sujeira, garantindo que os cômodos mais afastados permaneçam limpos. 

Use os produtos e equipamentos certos

Por último, mas não menos importante, a escolha correta dos produtos e equipamentos utilizados no processo é essencial. Na verdade, essa seleção é um dos itens principais para a limpeza pós-obra. 

Dessa forma, devemos ressaltar aqui que esse tipo de limpeza é muito mais complexo do que uma faxina tradicional que fazemos no dia a dia. Lembre-se que você precisará retirar grossas camadas dos mais diversos materiais. Portanto, esse é um cenário em que torna-se necessário contar com produtos específicos para essa finalidade.  

Lista de produtos e equipamentos essenciais para uma limpeza pós obra

Confira abaixo um checklist com todos os materiais que serão utilizados na sua limpeza pós-obra!

  • Aspirador de pó;
  • Vassouras com cerdas macias e grossas;
  • Rodo;
  • Pano de chão;
  • Balde e espátula; 
  • Álcool;
  • Escova e esponja de limpeza;
  • Detergente neutro.

Conclusão

Apesar de não ser uma tarefa exatamente simples, a limpeza pós-obra não é um bicho de sete cabeças, como pudemos perceber nesse texto. Adotando todos esses passos citados ao decorrer do artigo, esse processo se mostrará instintivo e muito menos estressante. Tudo que você precisa é organização e método!

Gostou desse artigo? Quer ler mais conteúdos assim? O blog 3TC conta com um grande acervo para responder suas dúvidas sobre o mundo da engenharia civil. Acesse esse link e visite! 

Deixe um comentário