Qualificação térmica: saiba o que é e as novas regras para sua empresa!

Qualificação térmica: saiba o que é e as novas regras para sua empresa!

A qualificação térmica é um processo composto por um conjunto de ações que tem como objetivo analisar as instalações, os sistemas e os equipamentos que atuam no controle de temperaturas em certas indústrias e empresas. 

À medida que as tecnologias evoluem e as normas se atualizam, compreender o que envolve a qualificação térmica se torna necessário para as empresas que buscam estar de acordo com as normas, evitar desperdícios de produtos e manter a eficiência operacional.

Por isso, neste artigo, vamos abordar o significado da qualificação térmica, seu papel nos processos industriais e as mais recentes normativas que deverão moldar o panorama das empresas. 

Continue a leitura!

O que é qualificação térmica?

O processo de qualificação térmica atesta e documenta a instalação e o funcionamento de equipamentos, veículos ou ambientes que demandam controle preciso de temperatura, monitorando variáveis críticas, como a umidade. 

Dessa forma, é uma atividade imprescindível para negócios de diversos segmentos, como:

  • Indústria Farmacêutica
  • Indústria Alimentícia
  • Laboratórios e Pesquisa
  • Indústria Química
  • Logística e Transporte Sensível à Temperatura
  • Setor Hospitalar
  • entre outros.

Além disso, este processo é fundamental para garantir que os dispositivos operem seguindo normas e resoluções estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e em conformidade com os suplementos técnicos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um exemplo é a RDC 430, que estabelece requisitos para boas práticas de distribuição, armazenamento e transporte de medicamentos ao longo de seu ciclo de vida.

Posteriormente, uma vez feita a qualificação, é gerado um Relatório de Qualificação Térmica, abrangendo informações detalhadas, como gráficos, pontos críticos de temperatura, entre outros documentos, consolidando a garantia de que o equipamento atende aos requisitos estabelecidos.

Qual a importância da qualificação térmica?

Qual a importância da qualificação térmica?

Agora, veja alguns pontos que destacam a importância fundamental desse processo:

Garantia da segurança e eficácia de processos

A qualificação térmica assegura que os processos dependentes de controle térmico operem com segurança e eficácia, assim prevenindo falhas que poderiam comprometer a integridade de produtos ou amostras.

Conformidade com regulamentações e normas

Ao seguir as diretrizes estabelecidas por regulamentações e normas específicas, a qualificação térmica assegura a conformidade legal, evitando, assim, riscos regulatórios e garantindo padrões de qualidade.

Controle preciso de condições térmicas

A capacidade de manter condições térmicas específicas é crucial em muitos setores. Isso porque a qualificação térmica garante que o controle de temperatura e umidade seja preciso e consistente.

Redução de custos relacionados a falhas

Evitar falhas nos sistemas térmicos resulta em redução de custos associados a reparos, perda de produtos e tempo de inatividade. Ou seja, a qualificação térmica contribui para a prevenção de potenciais falhas.

Melhoria na eficiência de operações

Sistemas qualificados termicamente operam de maneira mais eficiente, otimizando o uso de recursos e contribuindo para a produtividade global das operações.

Quais equipamentos e locais precisam de qualificação térmica?

Quais equipamentos e locais precisam de qualificação térmica?

A qualificação térmica desempenha um papel crucial em diversos ambientes e equipamentos, assegurando que o controle de temperatura seja preciso e eficaz. 

Por isso, aguns dos principais equipamentos e locais que demandam esse processo incluem:

  • Salas Climatizadas: Ambientes controlados termicamente, como laboratórios e salas de processamento, requerem qualificação térmica para garantir a estabilidade das condições ambientais.
  • Câmaras Frias: Essenciais para armazenamento de produtos perecíveis, as câmaras frias passam por qualificação térmica para manter temperaturas ideais e preservar a qualidade dos itens armazenados.
  • Freezers e Ultrafreezers: Equipamentos com temperaturas extremamente baixas necessitam de qualificação térmica para garantir a eficácia do congelamento e preservação adequada de amostras e produtos.
  • Refrigeradores e Expositores: Em estabelecimentos comerciais, a qualificação térmica é crucial para garantir que os produtos refrigerados estejam armazenados dentro das faixas de temperatura recomendadas.
  • Câmaras de Congelamento: Similar às câmaras frias, as câmaras de congelamento passam pelo processo para garantir condições ideais de preservação de produtos congelados.
  • Veículos Refrigerados: Para transporte de produtos sensíveis à temperatura, como alimentos e medicamentos, a qualificação térmica é indispensável para garantir a integridade dos itens durante o transporte.
  • Estufas: Utilizadas em processos de cultivo e pesquisa, as estufas passam pela qualificação térmica para manter condições ideais de temperatura e umidade.
  • Incubadoras: Em ambientes laboratoriais, as incubadoras, responsáveis pelo cultivo de microorganismos, células e tecidos, são qualificadas termicamente para assegurar resultados consistentes.

Etapas da qualificação térmica

Etapas da qualificação térmica

A qualificação térmica é composta por quatro etapas distintas. Assim, esse procedimento visa minimizar falhas em processos, prevenir danos aos produtos e garantir a integridade e eficiência operacional. 

Abaixo, apresentamos e explicamos cada uma dessas etapas:

Qualificação de Projeto (QP):

A primeira etapa, Qualificação de Projeto, concentra-se na verificação de que o projeto está alinhado com a definição da ERU (Especificação de Requisito do Usuário).

Dessa forma, isso envolve a análise dos documentos de engenharia e planos.

Qualificação de Instalação (QI):

Na Qualificação de Instalação, o foco está em comprovar que o equipamento foi instalado da melhor forma, seguindo requisitos, normas e padrões predefinidos. 

Componentes elétricos, sistemas e instalações são inspecionados, assim como são revisadas as documentações e procedimentos relacionados. 

Qualificação de Operação (QO):

A Qualificação de Operação concentra-se na verificação das funcionalidades básicas do equipamento. 

Durante esta etapa, são realizados testes para avaliar botões, ajustes de temperatura, alarmes e outras funções essenciais. 

Qualificação de Desempenho (QD):

A etapa final, Qualificação de Desempenho, consiste na verificação efetiva do desempenho do equipamento em funcionamento. 

Assim, nesse momento, são conduzidos ensaios práticos, como o ensaio de distribuição térmica com carga, ensaios de abertura de porta e queda de energia. 

Documentos para efetuar a qualificação térmica 

Ao realizar a qualificação térmica, deve-se manter uma documentação que ateste a conformidade e eficácia do processo:

  • Certificados de Calibração: Documentos que atestam a calibração dos instrumentos utilizados no processo de qualificação. Esses certificados garantem a precisão e confiabilidade das medições realizadas.
  • Lista de Verificações: Uma compilação abrangente de testes e seus resultados, proporcionando uma visão do desempenho do equipamento ou ambiente ao longo das etapas da qualificação.
  • Protocolo de Qualificação: Um documento que delineia as etapas e procedimentos seguidos durante o processo de qualificação. O protocolo serve como um guia para execução consistente e replicável.
  • Relatório Final de Qualificação: O relatório final é o documento principal que consolida os resultados, conclusões e observações de cada etapa. 
  • Lista de Desvios e Não Conformidades Encontradas: Registra qualquer desvio ou não conformidade identificado durante o processo de qualificação. Inclui detalhes sobre as irregularidades encontradas e, quando necessário, propostas de ações corretivas.

Como garantir a qualificação térmica de locais e equipamentos?

Finalmente, confira pontos importantes para garantir a qualificação térmica de locais e equipamentos.

Realizar mapeamento térmico de instalações:

Conduzir mapeamento térmico detalhado das instalações, identificando, assim, áreas críticas e garantindo uma distribuição homogênea de temperatura.

Calibrar e validar sensores de temperatura:

Regularmente calibrar e validar os sensores de temperatura para assegurar medições precisas e confiáveis ao longo do tempo.

Executar testes de desempenho operacional:

Conduzir testes operacionais para verificar se o sistema responde conforme as especificações, assegurando o desempenho adequado em condições reais.

Aplicar sistemas de climatização adequados:

Escolher e implementar sistemas de climatização adequados às necessidades específicas do ambiente ou equipamento, garantindo, assim, controle térmico eficiente.

Utilizar isolamento térmico onde necessário:

Aplicar isolamento térmico em áreas necessárias para minimizar trocas de calor indesejadas e manter condições térmicas estáveis.

Mas, para ficar mais claro, alguns exemplos são: 

  • Salas de Processamento Industrial
  • Salas de Servidores e Equipamentos Eletrônicos
  • Estufas e Ambientes Controlados
  • Áreas de armazenamento 
  • Salas climatizadas 

Conheça o Isolamento térmico 3TC 

Por fim, a manta térmica 3TC é uma solução inovadora em isolamento térmico, oferecendo propriedades excepcionais para diversas indústrias e empresas que buscam eficiência energética e controle térmico. 

Os benefícios do isolamento térmico 3TC são:

  • Eficiência Operacional: Redução das perdas térmicas, otimizando o desempenho de equipamentos e processos industriais.
  • Sustentabilidade: Contribui para a redução da pegada de carbono ao diminuir o consumo de energia e promover práticas mais sustentáveis.
  • Conformidade com Normas: Atende aos requisitos de isolamento térmico especificados por diversas normas e regulamentações industriais.
  • Custos Operacionais Reduzidos: A eficiência energética resulta em economias significativas nos custos operacionais a longo prazo, dispensando uso excessivo de aparelhos de climatização.
  • O 3TC Isolamento é certificado com o laudo do Laboratório IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), que classificou o produto como classe II-A-d0, não propagante a chamas, em conformidade com todas as normas técnicas do Corpo de Bombeiros.

O Isolamento Térmico 3TC representa uma alternativa avançada e eficaz para empresas e indústrias que buscam melhorar a eficiência energética, garantir controle térmico preciso e contribuir para práticas mais sustentáveis.

Entre em contato com um dos nossos profissionais e saiba mais!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *