As técnicas de isolamento térmico e acústico são importantes para diminuir o calor/frio e os ruídos no ambiente de trabalho. Mas, antes de pôr em prática qualquer uma delas, é importante um planejamento que defina quais serão os materiais usados.

O gesso é um bom aliado nesse sentido, pois promove conforto térmico em ambientes residenciais e corporativos. Uma propriedade dele é a higrotermia, fenômeno que contribui para regular o nível de umidade do ambiente.

Essa propriedade é basicamente isso: se o espaço é muito úmido, o gesso remove parte de sua umidade, absorvendo-a; se existe pouca umidade, o gesso oferece parte de sua própria umidade para ele. Continue a leitura e saiba mais detalhes sobre os forros de gesso!

Os principais cuidados na instalação de forros de gesso

Podemos identificar os principais cuidados com a instalação de forros de gesso. A seguir, exploramos um pouco cada um deles.

A mão de obra

O uso de gesso no revestimento e decoração de ambientes é cada vez mais popular, pois ele oferece muitas vantagens e pode ser usado em paredes e forros. Há diferentes tipos de gesso, mas todos exigem cuidados na hora da aplicação.

No preparo do trabalho, a mão de obra é fundamental. Profissionais despreparados não oferecem um bom acabamento de serviço. Quando procurar trabalhadores, certifique-se de que são realmente competentes e podem efetivar o projeto conforme o planejado.

É necessário, por exemplo, demarcar os pontos de fixação, atentar-se para a umidade, conferir a carga suportável pela estrutura ou laje. São esses cuidados que evitam problemas posteriores no revestimento, como manchas e fungos, rachaduras e trincas.

A qualidade do produto

É fundamental também escolher gessos de boa qualidade, pois materiais de qualidade duvidosa costumam gerar problemas, como rachaduras e trincas. Há diferenças entre os gessos disponíveis no mercado.

Analise as marcas, peça referências a quem já usou e orientação aos fornecedores. Além da qualidade, o gesso deve se prestar bem à finalidade a que se destina e, muitas vezes, o tipo de cobertura também deve ser considerado.

A qualidade do acabamento

O acabamento dos forros de gesso é uma etapa final e importante para assegurar que o resultado será o mais resistente possível.

Talvez, seja preciso efetuar muitas aplicações para garantir um acabamento de boa qualidade.

A preparação do ambiente

A aplicação de gesso requer um bom planejamento, como dissemos. O local onde ele será aplicado deve ser preparado. O teto precisa se apresentar bem nivelado, sem buracos, rebarbas ou outras irregularidades. Confira se as aberturas estão prontas, como os spotlights.

Os sistemas hidráulicos devem ser testados (os de água fria, água quente e esgoto). O sistema de ar-condicionado, se houver, também demanda uma instalação correta.

A aplicação do gesso

É importante proteger o chão com uma lona, no caso de o piso já se encontrar pronto. Dessa forma, evita-se que ele se suje com os respingos do produto. A lona também pode ser usada nas paredes, sendo fixada com fita adesiva. As cantoneiras podem ser aplicadas para proteção das quinas e dos cantos depois da finalização.

Existem alguns aditivos que ajudam na instalação do gesso, mas é preferível não os usar porque, com o decorrer do tempo, eles causam mofo e deixam uma coloração amarelada.

O resultado final

O resultado deve corresponder às expectativas. A superfície deve se apresentar plana, sem rebarbas, nem ondulações. Entre o teto e as paredes, os ângulos devem ser de 90º. No entanto, variações de, no máximo, 5 milímetros são aceitáveis.

No final, o lugar deve ficar limpo a fim de que não haja mistura com outros materiais e a massa fique endurecida. O descarte do que restar deve ser realizado em separado.

A importância da manutenção dos forros de gesso

Outro ponto relevante é a manutenção. Os forros de gesso não precisam de água para limpeza, pois ela pode danificar a estrutura. A limpeza deve ser realizada com panos secos e espanadores a fim de remover umidade e poeira, para prevenção.

Outra dica é deixar o ambiente ventilado para que não surjam manchas resultantes da umidade. A água sanitária serve para alvejar manchas que já existem — mas aplique em pequena quantidade.

As tendências em materiais de construção

É importante manter-se atento às tendências e novas tecnologias no setor de construção civil, pois os produtos com a função de isolamento térmico e acústico passam por melhorias para que ofereçam o melhor desempenho possível.

Ao usar as melhores soluções em isolamento térmico e acústico, a empresa garante o conforto necessário para otimizar a produtividade da equipe.

Os tipos de forros de gesso

Há dois tipos principais de forros de gesso:

  • em placas;
  • acartonado.

O gesso em placas

No primeiro caso, ele se apresenta em placas pré-fabricadas. Elas são fixadas na cobertura por meio de pinos e fios de aço galvanizado, em uma distância de 40 a 60 centímetros. O profissional acerta uma placa na outra com a ajuda de encaixes macho e fêmea. A massa de gesso é usada como rejunte para as emendas.

O acabamento costuma ser elegante e bem liso. Mas, geralmente, é mais pesado que o gesso acartonado.

O gesso acartonado

O forro de gesso acartonado também é conhecido como “drywall”. Ele combina placas de gesso com perfis metálicos. É rápido de instalar, sendo leve e apresentando boa qualidade. As chapas de gesso são confeccionadas de maneira industrial (água + gesso + aditivos).

As placas de drywall são fixadas no teto, assentadas em perfis estruturais, estruturas de madeira ou aço, com a possibilidade de criar diferentes desenhos e formas (como as sancas, modelagens feitas entre o teto e a parede que servem principalmente para um sistema diferenciado de iluminação).

O nome “acartonado” advém do fato de que ele tem papel cartão como revestimento. A cor desse papel varia de acordo com a função:

  • cor branca: é o mais usado em ambientes secos;
  • cor rosa: tem fibra de vidro, resistindo melhor ao fogo;
  • cor verde: é o mais usado em ambientes úmidos, porque tem silicone e aditivos contra fungos.

O sistema que utiliza drywall proporciona isolamento térmico, o que garante uma temperatura interna equilibrada. Nos tempos quentes, o calor externo não penetra no ambiente. No inverno, o ambiente interno também fica protegido contra o frio, conservando o calor que já existe internamente. Em palavras simples: no tempo quente, o calor de fora não entra; no tempo frio, o calor interno não sai.

Assim, podemos citar as seguintes vantagens em relação ao drywall:

  • a instalação rápida e limpa;
  • o material encontrado facilmente em lojas do ramo;
  • as instalações ocultas e protegidas;
  • o acabamento elegante;
  • o conforto térmico e acústico;
  • o ótimo custo-benefício.

Vimos, portanto, as principais particularidades dos forros de gesso e como eles podem contribuir para criar um ambiente interno mais agradável e eficiente. Podem ser obtidos em placas ou no modelo drywall, que promove isolamento térmico e acústico.

Gostou das informações? Foram ou não esclarecedoras? Então, que tal compartilhar o post nas redes sociais para que seus amigos também leiam o conteúdo? Faça isso. Compartilhe conhecimento!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *